SENAR abre inscrições para a seleção do seu curso técnico em agronegócio



Quem tem vocação para o agronegócio ou está buscando formação profissional na área conta agora com nova oportunidade de conquistar uma vaga no Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil no SENAR  (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). As matrículas para o terceiro processo seletivo do curso  já estão abertas no portal www.etec.senar.org.br e vão até o dia 15 de fevereiro de 2016.  Por ser um curso formal de nível técnico, certificado pelo Ministério da Educação (MEC), para se inscrever o candidato precisa ter o Ensino Médio completo. A seleção é realizada por meio de provas objetivas de Matemática, Conhecimentos Gerais, Português e Redação.
Neste terceiro processo seletivo para o Curso Técnico em Agronegócio, o SENAR está oferecendo mais de 2.500 vagas em 19 estados do país, desta vez incluindo Bahia, Rio Grande do Sul, Rondônia e Roraima, onde a rede acaba  implantar novos polos de apoio. A expectativa é que o número de inscritos  ultrapasse ao da última seleção, quando a disputa alcançou a média de cinco candidatos por vaga. A alta concorrência é atribuída a três fatores principais: o curso ser gratuito, quase todo na modalidade a distância e – o mais importante – sua  qualidade  propagada pelos próprios alunos.
Conteúdo atual
“O curso é excelente, surpreende pelo nível do material didático, das apresentações no ambiente virtual, e do conteúdo. É conhecimento demais!” – enfatiza Marina de Fátima Pereira Queiroz, aluna do polo de Sete Lagoas, Minas Gerais. E, no Tocantins, a opinião positiva da mineira é confirmada por Bráulio Freitas, aluno do polo de Araguaína. “O curso é muito bom, a metodologia e os tutores são ótimos e o conteúdo super atual. Quem acompanha o noticiário sobre o agronegócio vê que estamos aprendendo o que há de mais inovador na área”.
Professora de História aposentada, Marina conta que decidiu estudar o agronegócio para poder administrar melhor a pequena propriedade da família no município mineiro de Santana do Piripama, onde vive. “Eu não sabia nada nada sobre terra, criação, etc. Agora, estamos começando a formar pastos para a criação de gado leiteiro, aplicando tudo o que tenho aprendido. E já vi que é conhecimento demais pra ficar restrito a uma só pessoa, por isso estou repassando para os vizinhos e  pensando em espalhar através das associações”.
Bráulio também já tem planos de como aplicar os novos conhecimentos. Graduado em Processos Gerenciais,  trabalha atualmente no controle de produção de uma empresa do ramo florestal, mas quer mais. “O curso vai me dar oportunidade de uma promoção na empresa. Também tenho um projeto de bovinocultura de corte que pretendo implantar junto com meu cunhado na fazenda da família. E eu planejo ainda prestar consultoria especializada para pequenos e médios produtores. Essa iniciativa do SENAR é muito importante para nossa região, porque antes não existia por aqui nenhum curso nessa modalidade e com essa qualidade”.
Acesso facilitado à educação

Para Daniel Kluppel Carrara, Secretário Executivo do SENAR, o excelente nível do curso reflete a experiência acumulada pela entidade ao longo de 24 anos atuando na formação profissional rural. “Nossos cursos são estruturados a partir da realidade dos campos brasileiros. Tanto o conteúdo quanto o formato são pensados com foco nos produtores e trabalhadores rurais. A aquisição de conhecimentos técnicos mais complexos amplia as oportunidades de trabalho e melhoraria na qualidade de vida e, consequentemente, contribui para o crescimento da produção em nosso país”.


Luís Tadeu Prudente Santos, Chefe do Departamento de Inovação e Conhecimento do SENAR complementa que o curso técnico de nível médio em Agronegócio oferecido pelo SENAR permite, por meio da educação a distância, levar à população do meio rural uma formação técnica de qualidade, tendo por diferencial a combinação entre atividades a distância e presenciais que possibilitam a vivência prática e construção teórica de saberes para atender aos desafios do campo.
A modalidade semipresencial do Curso Técnico em Agronegócio é, sem dúvida, um fator que facilita o acesso ao conhecimento. O aluno tem a vantagem de poder assistir a maior parte das aulas em sua própria casa, na fazenda, no sindicato ou  onde preferir. Oitenta por cento do conteúdo fica disponibilizado no portal da rede. Mas como prática é fundamental, os alunos também cumprem vinte por cento do total de 1.230 horas-aula nos polos de apoio presencial da rede, propriedades rurais e agroindústrias.
Graças a esse formato, Euler Araújo Rabelo Júnior está conseguindo seguir seus estudos. Trabalhando como segurança em um shopping center, em Alexânia (GO), cumpre uma escala de horários que tornava impossível frequentar a escola. “Quando soube do curso do SENAR achei uma oportunidade excelente e logo me matriculei. Minha família é do campo e esse é um setor que vem crescendo aceleradamente e oferecendo muitas oportunidades de trabalho”.
A Rede e-Tec Brasil no SENAR conta atualmente com 58 polos, instalados em parceria pela administração central do SENAR e suas administrações regionais, nos estados do Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal. Ao se inscrever para a seleção, o candidato deve indicar em qual polo fará o exame e também o curso, caso aprovado.